ser-ou-nao-ser-2

Ágil: “Ser ou não ser, eis a questão”

A frase “Ser ou não ser, eis a questão” é a abertura do monólogo da peça A Tragédia de Hamlet, príncipe da Dinamarca, de William Shakespeare. Pode ser atribuída a diversos significados, mas para fins de compreensão desse artigo o significado será “pensar e agir”.  Pensar no sentido de supor o domínio total de um assunto e agir, aquele que busca através de cada passo a melhoria contínua com identificação dos seus pontos cegos.

Cientificamente, o “pensar e agir” é comprovado pelo Efeito Dunning-Kruger, demonstra que pessoas que menos sabem sobre determinado assunto, se autoavaliam muito competentes, ou seja, desconhecem a própria incompetência. Por outro lado, os que possuem maior domínio, tendem a ser moderada confiança sobre suas habilidades, pois sabem que não dominam tudo.

Mas o que isso tem a ver com a prática da agilidade?

Ao iniciar com a agilidade é escolhido a metodologia ou framework, capacita os envolvidos para a prática, estabelece a squad, muda a nomenclatura dos cargos e vamos fazer acontecer o ágil “pensando” que está no caminho mais assertivo. Isso é pensar que está sendo ágil. Colocar em prática copiando e seguindo irrestritamente o que está descrito.

Mas como sair desse dilema?

Agir ágil. Como? O Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software começa assim: “Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software, fazendo-o nós mesmos e ajudando outros a fazerem o mesmo”01. A ação do agir “…descobrindo maneiras melhores…” implica em começar uma jornada levando em consideração aspectos únicos de cada cenário de uma organização: estratégia, processos, pessoas, cultura, tecnologia, como cria valor e gera oportunidades na percepção dos clientes, como responde às mudanças internas e externas e como alcança e mantem seus resultados. Isso faz com que seja descartado qualquer método ou framework ágil? Não. Mas precisa ser descoberto como a organização vai conseguir sua transformação ágil.

Visando ajudar as organizações descobrir seu jeito de agir a transformação ágil, a Liga Ágil, consultoria de transformação digital oferece apoio estratégico na condução da mudança organizacional, treinamentos in company e alocação de profissionais especializados para habilitar pessoas e transformar culturas corporativas, auxiliando as empresas a atingirem seus objetivos de negócio, respondendo às constantes mudanças com agilidade.

Está preparado para descobrir o seu agir ágil?  A Liga Ágil está preparada para te habilitar nessa jornada.

Fonte: https://agilemanifesto.org/iso/ptbr/manifesto.html

Comments are closed.