Liga Ágil | Transformação Ágil

O Papel do RH nas Organizações Ágeis

No último ano, o tema destaque nas comunidades ágeis foi o movimento nas áreas não TI dentro do contexto da agilidade e, uma das áreas que mais contribuiu no tema foi a área de RH. Foi muito interessante ver como especialistas em RH se aproximaram do ecossistema ágil, a fim de entender qual é o papel do RH nesta nova abordagem de pensamento e gestão.



De fato, nossa experiência nos mostra que quando a organização está passando pelo processo de transformação ágil, o envolvimento do RH é fundamental e imprescindível. 

Se fizermos uma análise com base no modelo EBA (enterprise business agility), para a transformação ágil é fortemente recomendado que o RH reexamine a maneira que apoia e suporta as pessoas e organização. 

Objetivos do RH neste processo:

  • Torne-se um facilitador para equipes e departamentos que se movem para o Agile.
  • Engajar-se no projeto de transformação Agile com executivos.
  • Atrair e reter Agilistas qualificados.
  • Crie uma cultura e um ambiente que permitam agilidade.
  • Crie descrições de trabalho que solicitem experiência ágil e apoiem o ajuste cultural correto.
  • Adicione incentivos e recompensas baseados em equipe.
  • Fornecer treinamento e educação para sustentar a transformação do Agile. 

Quatro competências muito importantes no modelo que o RH deve apoiar:

  • Manager Transition (apoiar o nível gerencial na transição de papel dentro da organização).

  • Gestão e Aquisição de Talentos.

  • Desenvolver e apoiar agentes de transformação.

  • Ciclos curtos de feedbacks. 

Em nossa opinião, existe um equivoco conceitual quando se fala de RH ágil que é tentar forçar práticas ágeis no RH sem considerar o propósito do RH nas organizações, muito intrinsecamente relacionado a cultura organizacional. Acreditamos que o caminho é levar o RH para o ágil e não o ágil para o RH – o RH não precisa de “time kanban”, o “time kanban” que precisa do RH. 

De maneira prática, só pra citar um exemplo, o RH pode orientar o Agile Master em suas atribuições que envolvem as pessoas, como as questões interpessoais, a saúde e felicidade do time. O RH pode ser consultor, mentor, coach desse profissional, dando a ele ferramentas para exercer bem o seu papel. Quando a questão for pessoas, o RH passa a ser conselheiro e apoiador. 
Uma outra possibilidade é o RH se inserir nas retrospectivas para desenvolver novas ferramentas de melhoria continua junto com os times. 

O RH também pode ajudar a construir e apoiar as pessoas a terem uma rede colaborativa com transparência, adaptação, inspiração, a terem engajamento, com motivação intrínseca. 

Ajudar desenvolver Competências ou Softskills: 

  • Auto Organização
  • Colaboração
  • Felicidade
  • Empatia
  • Workspace
  • Confiança
  • Respeito 

    Enfim, acreditamos muito na força do RH no papel de transformação da cultura dos times ágeis.